Dr. José Rogério Caetano Alves

Muitas mulheres acreditam que não se pode realizar um tratamento de varizes no verão. Mas o avanço científico e tecnológico na área da saúde já comprovou que isso é inteiramente possível, principalmente quando o assunto é estética.
Afinal, o verão é a época em que as brasileiras expõem mais o corpo, sobretudo na praia, fazendo com que as varizes sejam vistas como verdadeiras vilãs da saúde e da boa aparência.

“Existe um mito na população feminina de que não se pode fazer tratamento de varizes nos meses mais quentes, mas, verdade, é possível sim, sem nenhum problema. Hoje a tecnologia ajuda bastante a atingir esse objetivo. Temos uma série de recursos bem avançados e as medicações que utilizamos são diferentes. Então, a mulher pode fazer esse tratamento assim que o verão se aproxima ou durante o verão, sem qualquer dor de cabeça”, diz ao Mania de Saúde o médico angiologista e cirurgião vascular Dr. José Rogério Caetano Alves.

Habituado a realizar esses tratamentos, o médico destaca como eles podem ser realizados. “Hoje somos uma clínica especializada no tratamento estético de varizes. Agregamos tecnologia e novas técnicas para propiciar à paciente um tratamento indolor. Através da escleroterapia, por exemplo, injetamos um líquido nas microvarizes, combatendo-as com eficácia. Dispomos, inclusive, de equipamentos que proporcionam uma sessão de escleroterapia de forma indolor. Utilizamos até a escleroterapia em 3D, que é uma luz polarizada. Com isso, visualizamos melhor os vasos que precisam ser tratados. Ou seja: a cirurgia de varizes se tornou minimamente invasiva. Fazemos microincisões de apenas 1, 2 milímetros. Todos esses fatores nos permitem oferecer um bom resultado estético e com total conforto à paciente”.

Ainda segundo Dr. José Rogério, 20 a 30% das mulheres adultas apresentam algum tipo de varicosidade. Mas todas elas podem se livrar das varizes com segurança, por meio desses tratamentos. “A tecnologia evoluiu bastante, bem como o material em si. Temos agulhas mais finas e hoje, na clínica, utilizamos um líquido importado da França, que não ocasiona nenhuma reação local. Essa comodidade é de suma importância para oferecer um resultado efetivo”, frisou o médico.

A recomendação para as mulheres que desejam ver suas pernas livres de varizes é procurar se informar e buscar o médico especialista pela Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, para que ele indique o tratamento correto e adequado, além de poder tirar maiores dúvidas quanto às contraindicações e os cuidados a se ter com as pernas depois dos procedimentos. Afinal, essa é a hora ideal para fazê-los!

Texto: 22/10/2014