A Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf) está em crise por falta de recursos. O reitor da instituição, Luis Passoni, revelou ao Mania de Saúde que as contas não são pagas desde outubro do ano passado e que a dívida atual supera os R$ 11 milhões.
Mania de Saúde – Qual é a situação da Uenf atualmente?
Luis Passoni
– Começamos a nossa gestão em janeiro e desde então estamos tentando resolver os problemas que se arrastam desde outubro de 2015. Desde outubro do ano passado que a Uenf não paga uma conta. A universidade hoje só está funcionando por causa de projetos que conseguem através de editais. A Uenf está sem telefone, então estamos usando os nossos particulares. Estamos indo ao Rio de Janeiro toda semana para buscar soluções, mas com nosso próprio dinheiro, porque a universidade está sem combustível. É o sacrifício que mantém a universidade funcionando. Todo dia temos que negociar com fornecedores para não suspenderem os serviços. Estamos chegando ao limite.
Mania de Saúde – Em números, qual é o tamanho da dívida?
Luis Passoni
– A dívida está em torno de R$ 11 milhões.
Mania de Saúde – E como estão as conversas em busca de soluções para tantos problemas?
Luis Passoni –
A gente tem um bom diálogo com o pessoal da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI). Eles compreendem, intervêm com fornecedores para manter a universidade em funcionamento. Mas a única coisa que vai resolver é a universidade receber os recursos orçamentários.  
Mania de Saúde – Quanto a Uenf tem a receber em 2016?
Luis Passoni
– A Uenf tem um orçamento aprovado na Assembleia Legislativa para o ano de 2016 de R$ 180 milhões, que já teve R$ 25 milhões contingenciado, então teríamos R$ 155 milhões para gerir. Só que até agora não viu o dinheiro. A maior parte deste recurso é para salários dos funcionários, que continuam sendo pagos apesar dos atrasos. Uns 40 milhões são para pagar as contas e essa verba que ainda não apareceu.
Mania de Saúde – A Uenf é um importante polo universitário do Norte e Noroeste fluminense. A sociedade civil reconhece isto e tem apoiado as manifestações...
Luis Passoni
– A sociedade civil tem nos ajudado, nos apoiado e isso que tem nos dado força para seguir lutando. A Uenf é muito importante para Campos e região e todos têm noção disso. Várias entidades estão se manifestando em apoio à universidade, todos os vereadores, independente do partido, assinaram um documento em defesa da Uenf, e a população também participou em peso em um abaixo-assinado. Espero que comova as autoridades.

Texto produzido em: 18/04/2016