O avanço da tecnologia não para de beneficiar a área da saúde. A cada dia surgem novas ferramentas que possibilitam um diagnóstico ainda mais apurado, o que aprimora a qualidade do tratamento. 
Na oftalmologia, por exemplo, o Centro de Olhos de Campos já se tornou referência na região ao aliar um verdadeiro time de médicos especialistas de renome na cidade junto às mais altas tecnologias de diagnóstico disponíveis no mercado. Essa característica é tão presente no cotidiano da clínica que, em muitos serviços, ela ultrapassa até mesmo as barreiras geográficas.
É o caso da angiografia sem contraste, tecnologia inovadora que está atraindo pessoas de várias cidades e estados para Campos. É o que explica um dos integrantes do corpo clínico do Centro de Olhos, o médico oftalmologista Dr. Guilherme Camillo Júnior. “A angiografia sem contraste está há quase um ano em funcionamento aqui no Centro de Olhos. É uma tecnologia que não se encontra facilmente por aí. Mas é um exame muito importante porque ele enxerga estruturas que a tomografia ocular usual não consegue, principalmente a coroide, que é a parte vascular do olho. A angiografia sem contraste visualiza toda a rede capilar, o que o torna um exame bem mais profundo. É o mais completo que existe, junto à tomografia, para diagnosticar patologias da retina e do nervo ótico”, disse Dr. Guilherme. 
A vantagem da angiografia sem contraste em relação à angiografia com contraste é que não há o risco do paciente desenvolver alergia. “O fato de não utilizar o contraste permite, por exemplo, que haja um maior conforto, sobretudo para as crianças, que se beneficiam bastante. É um exame que não tem agulha. Ele só dilata a pupila. É bem tranquilo para os pacientes. Muitos colegas já estão pedindo esse exame, porque os resultados são incríveis. Já tivemos pacientes de Macaé, Vitória e até do Rio de Janeiro. Isso nos deixa contentes, porque é sinal que temos feito um bom trabalho. O Centro de Olhos sempre adquire novas tecnologias para oferecer melhor qualidade de visão para os pacientes”, contou o oftalmologista.
A angiografia sem contraste pode ser indicada sobretudo para os pacientes que têm problema na mácula ou na retina de uma maneira geral. No nervo ótico, ele também ajuda. “É um exame rápido, inócuo, não traz nenhum malefício ao paciente e pode ser feito em qualquer idade. A precisão e a profundidade dele são muito grandes. Comparando-se com exames anteriores de determinadas doenças, ele oferece um ganho de resolutividade de até 40% ou mais. Isso depende da doença, mas o ganho é muito significativo. Eleva a qualidade do tratamento. O principal beneficiado é o paciente”, finalizou Dr. Guilherme.

Texto produzido em: 25/07/2016