Nathália Miranda, fisioterapeuta

 

Uma das maiores realizações do profissional da saúde é conseguir devolver a qualidade vida para o seu paciente. Com a fisioterapia não é diferente. O profissional desta bela carreira precisa gostar de lidar com o público e, literalmente, de tocar as pessoas. Quem nos garante isso é a fisioterapeuta Nathália Miranda, do studio Ativa Pilates, que nos contou, nesta entrevista, como tomou gosto pela profissão e ainda dá um conselho para quem quer seguir a carreira.
Mania de Saúde – O fisioterapeuta hoje tem mais possibilidades de atuação?
Nathália Mirand
a - Existe hoje uma série de áreas em  que o profissional da fisioterapia pode se especializar, como a respiratória, traumato-ortopedia, a área do Pilates, a área esportiva, a uroginecológica e a área de estética, que está no auge. 
Mania de Saúde – Como foi que você escolheu essa área?
Nathália Miranda -
Eu acompanhei muito a minha irmã em sessões de fisioterapia que ela precisou fazer e alguma coisa em mim despertou o interesse pela área. Dentro da faculdade, passei por um momento de dúvida se era realmente aquilo que eu queria fazer como profissão, porque eu também tinha vontade de cursar medicina. Mas então eu me encontrei na área do RPG e comecei a ter outra visão da profissão. Hoje não me vejo fazendo outra coisa. A medicina saiu da minha cabeça há muito tempo. O Pilates e o RPG hoje são áreas que me dão muito prazer em trabalhar. 
Mania de Saúde – Em sua opinião qual a principal característica que um profissional da fisioterapia precisa ter?
Nathália Miranda –
Precisa gostar do toque. As pessoas precisam desse toque e nós temos que ter essa sensibilidade nas mãos para trabalhar até mesmo a parte emocional de cada paciente, além, é claro, da parte postural. O toque é um diferencial, não dá para ficar apenas no uso dos aparelhos. As mãos são ferramentas muito utilizadas pelo fisioterapeuta e acredito que a mais importante.
Mania de Saúde – Quais são as maiores queixas que você ouve das pessoas no studio?
Nathália Miranda
– As pessoas reclamam muito de dores provenientes de má postura no trabalho. Gente que trabalha muito tempo sentada. Com o tempo, fazendo uma correção postural com o RPG, por exemplo, a pessoa já sente a diferença. A gente passa também muitas orientações acerca da postura correta de sentar, do computador, posicionamento das mãos, altura da cadeira e da mesa. O sedentarismo também é um problema grave, que costuma prejudicar ainda mais a postura destas pessoas. 
Mania de Saúde – O que mais te realiza na profissão e o que você aconselharia para quem está entrando nela agora?
Nathália Miranda –
O que mais me realiza é ver a melhora dos sintomas e a modificação postural nas pessoas. E o conselho que eu dou para quem acabou de sair da faculdade é continuar estudando, se especializar. Não dá para se acomodar. A área de saúde está cada vez mais dinâmica e exigindo cada vez mais do seu profissional.

 

Texto produzido em: 10/09/2015