A médica dermatologista Dra. Suzana Cunha

Estações mais frias são propícias para a realização de vários procedimentos.

A chegada do inverno e o clima mais frio proporcionam o momento ideal para a realização de procedimentos dermatológicos que precisam de uma menor exposição ao sol. Tratamentos a laser, peelings e pequenas cirurgias realizadas pelos dermatologistas estão em alta.

É o que nos conta a médica dermatologista Dra. Suzana Cunha, que explica como funciona cada procedimento. “Dos tratamentos a laser, o laser fracionado é um dos mais procurados. Ele forma pequenos ‘furinhos’ na pele e, com isso, há uma recuperação mais rápida, pois ficam partes de pele normal entre a pele que é tratada com o laser, promovendo a cicatrização. O laser fracionado é indicado para rugas, manchas, flacidez, estrias e rejuvenescimento da pele. Com o laser fracionado, conseguimos realizar ainda o drug delivery, que é a entrega de substâncias que penetram na pele através dos caminhos que são abertos pelo laser. É recomendado para o clareamento de manchas e estímulo à produção de colágeno, obtendo melhores resultados nos tratamentos”, disse.

Falando sobre os peelings, Dra. Suzana frisa que eles causam descamação da pele e podem ser superficiais, médios ou profundos, de acordo com a camada da pele que atingem. “É feita uma preparação da pele uma semana antes de sua realização. Os peelings são usados no tratamento da acne, clareamento de manchas e do melasma, para rejuvenescimento e para dar luminosidade à pele. Existem os peelings químicos, nacionais ou importados, e os mecânicos, feitos com aparelhos, como o peeling de diamante ou de cristal”.

A dermatologista fala ainda de outros procedimentos indicados para o período mais frio. “Pequenas cirurgias são realizadas por dermatologistas, como cauterizações e remoção de pequenos sinais. O microagulhamento é uma técnica feita com um aparelho descartável que tem pequenas agulhas, que produzem furos minúsculos na pele com o objetivo de estimular a produção de colágeno. É utilizado para rejuvenescimento, estrias, cicatrizes de acne, flacidez e para fazer a drug delivery. Por ter uma ação mecânica e não aquecer a pele como laser, é uma boa opção para pessoas de pele morena e negra. O preenchimento de olheira também é muito indicado nesta época. Como se trata de uma área muito vascularizada, a pálpebra inferior, podem ocorrer manchas roxas após o procedimento, necessitando que não haja a exposição ao sol. Todos esses procedimentos são indicados pelo dermatologista de acordo com o exame da pele de cada paciente”.

Texto produzido em: 16/06/2015