Patrícia Richter é tão apaixonada por esportes que ganhou o apelido de multiesportista

O esporte está diretamente ligado à saúde e ao bem-estar. Nada melhor, então, do que ouvir quem escolheu praticar esportes por uma melhor qualidade de vida. 

A modelo Patrícia Richter ganhou o apelido de musa multiesportiva por ser praticante das mais variadas modalidades. A gaúcha de 27 anos tem um histórico com o esporte desde a infância, quando jogava futebol e handebol na escola, e agora se aventura no kickboxing, no tênis, no muay thai, no hipismo, no stand-up, no jiu-jítsu e na ginástica olímpica, e no que mais aparecer.

O interesse por diversas modalidades transformou Patrícia em uma expert em esportes e em referência para muitas pessoas que buscam mais informações sobre as modalidades antes de iniciá-las. “Faço o que faço pelo meu bem-estar e também para incentivar as pessoas a praticarem esportes. Cada um tem que fazer o que gosta. Tem quem goste de artes marciais, tem quem goste de esportes aquáticos e outros de esportes coletivos. Quero dizer para as pessoas saírem do sedentarismo para buscarem uma melhor qualidade de vida, e fazer um esporte por prazer traz muito mais benefícios”.

A gaúcha, no entanto, faz questão de destacar que não se considera uma atleta e que o interesse pelo esporte é para ter melhor qualidade de vida e ser exemplo para quem deseja por bem-estar. “Não sou multiatleta, sou multiesportista. Não pratico esportes com intenção de competir, por isso não me vejo como atleta. Meu objetivo é fazer um complemento dos esportes para um corpo e mente ideal e também mostrar que não precisa ser atleta para praticar esportes. Eu amo praticar esportes, conhecer novas modalidades e ver que aquilo me faz bem. Praticar esportes é o jeito que tenho para descarregar a tensão diária, além de me dar mais disposição”.

Com 1,70 e 60kg, a modelo de 27 anos alterna as atividades, faz musculação duas vezes na semana e pratica esportes em outros três dias. “Cada esporte tem suas peculiaridades, um foca mais o abdômen, outro trabalha mais a resistência, outro, a elasticidade. Então pratico vários porque um acaba sendo complemento do outro. O kickboxing, por exemplo, trabalha a agilidade, rapidez e força. A ginástica olímpica exige muita força abdominal, equilíbrio e elasticidade. Nos dias com menos disposição para esportes radicais, o tênis é mais apropriado”, comentou Patrícia, elegendo muay thai como o preferido e não se incomodando com o rótulo de musa multiesportiva. “O musa é utilizado para dizer que uma mulher é bonita, então é um elogio e tanto, e faz bem ao ego”.

Texto produzido em: 14/05/2015