O Microagulhamento ou Indução Percutânea de Colágeno, mais conhecido como “Dermaroller”, pode ser realizado através de um cilindro com microagulhas, ou com aparelho elétrico muito mais preciso denominado Dermapen. Dermapen é um dispositivo onde são acoplados cartuchos descartáveis que contêm microagulhas de aço inoxidável. Essas agulhas, que podem ser ajustadas de 0.25 a 2,5 mm (dependendo da necessidade do tratamento), provocam microperfurações quase imperceptíveis. Este estímulo mecânico induz a regeneração e consequentemente, a formação de colágeno e elastina, resultando em uma pele mais firme e rejuvenescida. Esta técnica pode ser associada a outras e a aplicação tópica de ativos, onde os canais abertos na superfície da pele proporcionam um caminho mais rápido e efetivo para a penetração de substâncias na derme. Podemos indicar para melhora na textura da pele, com atenuação das rugas, e poros, e estrias, cicatrizes e até queda de cabelos.Pode ser realizado em consultório, apenas com anestesia tópica e o pós-procedimento é tranquilo, podendo o paciente retomar suas atividades normais já no dia seguinte.
São indicadas 3 a 6 sessões, dependendo do objetivo, realizadas com intervalos de 4 a 8 semanas. Toda a equipe de dermatologia da PELLE está capacitada a realizar este procedimento. A dermatologista Paula Marsicano comenta sobre ele.
“A novidade contra rugas é a combinação dos tratamentos. Seguindo esta tendência, chamada de rejuvenescimento global, os tratamentos atuais combinam os benefícios da toxina botulínica, preenchedores, lasers e agora também a técnica do microagulhamento, que auxilia no tratamento da superfície e textura da pele. É um método inovador e passível de ser utilizado para um amplo espectro de indicações quando o objetivo é o estímulo da produção de colágeno, funcionando como mais uma arma que compõe nosso arsenal terapêutico”.

Texto: 20/08/2016