Capital do Império Inca, a cidade de Cusco assim como Lima, é mais do que uma porta de entrada ou simples passagem obrigatória para conhecer a cidade perdida de Machu Pichu. Uma visita rápida a seu centro histórico permite visualizar toda a exuberância e riqueza do que foi a arquitetura e cultura Inca devastada em 1532 pelo famigerado conquistador espanhol Francisco Pizarro.
Seu povo reflete a influência direta de sua cultura, fazem questão de preservar o idioma quíchua, no qual Cusco ou Cuzco significa umbigo do Mundo. Idioma este que se tornará disciplina obrigatória a partir de 2017 no ensino infantil e básico na cidade. Não só o idioma nativo vem sendo preservada como seus costumes, visitei a cidade durante as festividades de junho, o que realmente encanta pela dança, música e festivais culinários.
Como uma das principais características do Peru é a sua culinária, em Cusco não poderia ser diferente. Uma infinidade de pratos com o Kui (porquinho da índia) como carro chefe, carne de Alpaca, quinoa, batatas doce coloridas, milhos de todos os tamanhos, sabores e cores e para completar a famosa bebida:Chicha.
Cusco com sua paisagem urbana é um convite para os amantes do Urban Sketching como eu. Em uma tarde sai pela cidade registrando através de desenhos em meu sketchbook suas paisagens urbanas e tive uma recepção calorosa por parte dos transeuntes, todos interessados em ver, elogiar ou simplesmente dar sua contribuição no trabalho. Apresento como ilustração para matéria um desses sketches feitos in loco nas proximidades do Bairro de San Pedro, representando o Arco de Santa Clara.

Texto: 20/07/2016