Na frente da equipe de basquete em cadeiras de rodas da ONG Esporte Sem Fronteiras desde 2002, o professor Maurício Lemos tem acumulado inúmeras vitórias e grandes conquistas. O reconhecimento vai além. Ele foi convidado para comandar as equipes do Brasil sub-21 e sub-23 masculina da modalidade. A primeira disputa terminou com o título do Parapam Juvenil no mês passado e a segunda será o Mundial da categoria em junho, no Canadá.
“A nossa equipe está bem entrosada, pois disputamos a Copa das Américas sub-23 em janeiro, na Argentina, conquistando a vaga para o Campeonato Mundial”, informando ainda a convocação que será feita em breve. “Só vamos mudar três jogadores do elenco que disputou a Copa das Américas por outros que participaram da etapa de treinamento em janeiro, facilitando o entrosamento da equipe”.
Mauricio Lemos fundou a ONG Esporte Sem Fronteiras em 3 de dezembro de 2001. Em 15 anos, a equipe campista conquistou diversos títulos, como o tricampeonato estadual (2003, 2004 e 2006) e o tri campeonato regional (2004, 2006 e 2008). “Fui presidente da ONG entre 2001 e 2008, e sou técnico da equipe desde 2001, então adquiri uma grande experiência na modalidade ao longo deste período. Agora espero fazer um bom trabalho na seleção e continuar a descobrir talentos em nossa cidade”, afirmou Lemos, recordando as convocações dos jogadores da equipe da cidade – Lucas Ribeiro, de 15 anos, Daniel Machado, de 20 anos, e Cristiano Júnior, de 17 anos – para a seleção brasileira sub-21 no início de outubro de 2016.
Além das conquistas, Maurício foi representante nacional dos técnicos de basquete em cadeiras de rodas (2006), segundo secretário da Confederação Brasileira de Basquetebol em cadeiras de rodas (2004 a 2008), coordenador técnico da Seleção Brasileira Feminina no Parapam Rio-2007, auxiliar técnico da Seleção Brasileira Feminina no Campeonato Mundial em Manchester (2007), auxiliar técnico da Seleção Brasileira Feminina na Paralimpíada de Pequim (2008), voluntário na Paralimpíadas Rio-2016, auxiliar técnico da Seleção Brasileira sub-23 na Copa das Américas na Argentina (2017) e agora técnico da Seleção Brasileira sub-21 no Parapam Juvenil e técnico da Seleção Brasileira sub-23 no Campeonato Mundial. 
A ONG Esporte Sem Fronteiras é reconhecida nacionalmente e internacionalmente por possuir umas das melhores equipes de basquete em cadeira de rodas do Brasil e também por se tratar de uma instituição com credibilidade e que luta pela valorização do portador de deficiência. Outras informações sobre o trabalho da ONG podem ser encontradas no site www.esportesemfronteiras.org.br ou no e-mail esportesemfronteiras10@hotmail.com.

Texto produzido em: 27/04/2017