Agora é oficial. Depois de toda a tramitação no Ministério da Educação (MEC), a Portaria Nº 766, de 22 de junho de 2017, assinada pelo Ministro José Mendonça Filho, elevou a Faculdade Redentor ao status de Centro Universitário, como já previra o Mania de Saúde no início deste ano. Com isso, a instituição se transformou na UniRedentor, ganhando mais autonomia na criação de cursos, além de ver sua qualidade sendo novamente atestada pelo MEC no âmbito do ensino superior brasileiro.
Para falar da novidade, que é um divisor de águas na história do Grupo Redentor, entrevistamos o agora Reitor, Dr. Heitor Antonio da Silva, que destacou, ao Mania de Saúde, como a mudança beneficiará o mercado educacional na região. “Hoje, dia 22, recebemos com alegria essa notícia, que eleva a Redentor à condição de Centro Universitário. Ou seja, doravante não seremos mais faculdade e sim UniRedentor, que é a sigla estabelecida em lei. Essa conquista é uma consequência do desenvolvimento da própria Redentor e dos conceitos que nós alcançamos, pois não há nenhum curso nosso com conceito inferior a 4, tanto em Itaperuna, quanto em Campos. A exceção são os cursos de Biologia, Direito e Administração, que possuem conceito ainda maior, ou seja, o conceito 5, o máximo, sendo que, no curso de Biologia, são dois conceitos 5 seguidos, além do título de melhor curso de biologia do país pelo Conselho Federal de Biologia. Então, levando em consideração tudo isso, mudamos de categoria e nos tornamos Centro Universitário. Agora, não precisamos mais pedir autorização ao MEC para abrir cursos, embora existam alguns que o MEC exige o pedido autorização, independente da natureza da instituição (seja ela universidade, centro universitário, pública ou privada), que são cursos como o de Medicina e o de Psicologia. Mas nós já temos essas graduações. Só não possuímos a de Odontologia, que vamos solicitar ao MEC também. Os demais cursos, entretanto, podemos instalar através de portaria própria, sem pedir autorização. Trata-se, portanto, de um avanço enorme para Itaperuna, porque é a primeira instituição efetivamente itaperunense, de natureza particular, credenciada pelo MEC à condição de Centro Universitário. Isso vai permitir passadas mais largas no sentido de implantar outros cursos com mais agilidade, em benefício da população e das condições econômicas do município e da própria região”, disse.
A novidade já deu frutos. Conforme adianta o reitor, a UniRedentor vai abrir de 4 a 6 cursos para o ano que vem. “De agora até outubro, aprovaremos, dentro do Conselho Superior da instituição, a criação de cursos novos já para o ano que vem. Estamos discutindo alguns deles, como veterinária, farmácia, terapia ocupacional e mais um outro curso de engenharia muito importante, entre outros em análise. Vamos nos decidir ainda, mas abriremos, no mínimo, 4 cursos novos em Itaperuna já em 2017, ampliando ainda mais o leque da UniRedentor para os estudantes”, finalizou Dr. Heitor.
Informações complementares podem ser obtidas no site http://www.redentor.edu.br/.

Texto produzido em: 22/06/2017