Dra. Ana Pellegrini acaba de chegar de mais um congresso de dermatologia, realizado em São Francisco, Califórnia,  no final de março. O Brasil ocupa o topo da lista dos países estrangeiros participantes do maior encontro global da sua especialidade durante o ano. Neste congresso  os dermatologistas ficam sabendo de grandes novidades.  Uma constatação feita, sendo uma tendência mundial, é a naturalidade nos resultados obtidos após procedimentos para rejuvenescimento como aplicação de toxina botulínica e de ácido hialurônico. Uma avaliação de toda a face  e tratamento global da mesma, quando necessário, permite tratar várias áreas, com poucas quantidades de produtos, para suavizar os sinais do tempo, ou seja; relaxar, com a toxina botulínica, a musculatura facial que tem ação depressora, promover a reposição do volume perdido facial e redefinir o contorno facial que vai se alterando com os anos. Isso tudo sem alterar a expressão facial e o rosto anterior do paciente. ‘Só queremos restaurar o que foi perdido e não modificar o contorno facial do paciente o transformando em outra pessoa completamente diferente do que sempre foi” diz Ana Pellegrini. Outras novidades:  

Remoção de tatuagens 

Numa das palestras, uma nova técnica para retirada de tatuagens com laser Q-switch, fazendo, no mesmo dia, 3 aplicações seguidas, com intervalos de 20 minutos, mostrando uma destruição bem mais rápida dos pigmentos da tatuagem. Esta nova técnica reduz significativamente o número de sessões, atualmente em torno de 10, barateando o custo final do tratamento.

Tratamento de quelóides 

Em outra apresentação, mostrou uma nova técnica para tratamento de quelóides e cicatrizes hipertróficas. Inicialmente aplica-se um laser fracionado e, em seguida, uma injeção de cortisona dentro da lesão, com massagem vigorosa após a aplicação. Os resultados foram excelentes, com boa regressão das lesões em poucas sessões. A grande novidade é o emprego de microdoses de toxina botulínica para tratamento de cicatrizes.

Tratamento da flacidez com radiofrequência 

Em termos de aparelhos, novas gerações da radiofrequência (RF) e radiofreqência injetável.

Estes aparelhos emitem a energia da RF, que se concentra em grande quantidade na região média e profunda da pele e na gordura subcutânea. Este fato faz produzir na pele um novo estímulo de colágeno que, após algumas sessões, vai promover uma melhora da flacidez tanto na face, pescoço e braços como, também, no corpo.

Como esse calor também atinge a gordura subcutânea, o adipócito (célula de gordura) aumenta o seu metabolismo, perdendo líquido para fora da célula e diminuindo o seu tamanho. Consequentemente, ocorre a melhora da celulite e da gordura localizada.

Texto: 20/04/2015