Estamos chegando à primeira edição do ano de 2016, antecipada em sua circulação para nos permitir, mais uma vez, as férias coletivas tão ansiadas e merecidas por nossa equipe de trabalho e alguns prestadores liberais de serviço em várias áreas do jornal.

Em mais de 40 anos de profissão e 25 somente dedicados ao Jornal Mania de Saúde, desde a sua fundação aos dias atuais, como editor/proprietário e jornalista responsável, não me lembro de ter testemunhado tamanha tsunami de lama envolvendo, em uma crise moral e ética sem precedentes, a política brasileira.
Estamos todos, brasileiros de bem, atônitos e a cada dia mais surpresos com as notícias de corrupção envolvendo não só a classe política mas, sobretudo, festejados megaempresários paparicados pela mídia e pelos salões mais requintados do mundo social em todo o planeta, e agora presos pela enérgica e elogiada atuação dos magistrados responsáveis pelas ações que investigam os grandes escândalos. Rola na Internet a hipótese do deputado federal Tiririca, o mais votado nas últimas eleições presidenciais, vir a assumir a presidência da República em caso de impeachment contra a presidenta Dilma e o presidente da Câmara Eduardo Cunha, fato esse que justificaria, democraticamente, a posse de Tiririca. Que situação!
Me recuso a continuar tentando celebrar a chegada da estação que elegi, ao longo de minha vida, como a mais bonita, em um texto cuja motivação parece a do desabafo e da revolta que todos nós sentimos ao ver materializada essa teia de interesses escusos entre alguns políticos e empreiteiras. 
Parece que fui ouvido, quando recebo da nossa sucursal, em Itaperuna, uma encomenda deixada pela poetisa Sra. Flora Malta Carpi. Nela havia vários exemplares do seu último livro lançado, em Itaperuna, cujo título, “Réstias de Sol”, parecia um convite a devorá-lo para a limpeza da alma e a preparação para os encantamentos do verão. 
Estava me deliciando com os textos prefaciados pelos seus filhos, os médicos Euclides Malta Carpi e Carlos Alberto Malta Carpi, com suas respectivas esposas Thereza Maria Athayde Carpi e Cristina Carpi, e de sua filha, a respeitada advogada Heloisa Malta Carpi, quando fui surpreendido pelo texto em dedicatória pelo qual fui brindado: “Para o meu grande amigo Sylvio Muniz a quem muito agradeço por ter apoiado-me tanto que me fez uma escritora (assim dizem), ofereço com carinho e admiração as minhas “Réstias de Sol” para que elas sempre iluminem o seu caminho e da querida Andréa. Sinceramente, Flora. Itaperuna, 16-11-2015”
Ah!, Dona Flora, poetisa de nascimento pelo dom Divino e imortal pelo reconhecimento ao conjunto de sua obra, não fiz mais do que a minha obrigação profissional, que é dar voz aos talentos de nossa região, para que o Mania de Saúde justifique o seu slogan, hoje tão copiado, que é “Sempre ao seu lado”. Mas ao ser incluído em seu seleto círculo de amizades, com essa dedicatória que reflete o seu espírito generoso, a sua sensibilidade e essa inesgotável ternura, devo confessar que me sinto extremamente honrado e feliz, sentimentos que divido com Andréa, emocionada da mesma forma.
Que Deus lhe abençoe e que possamos, ao lado de nossos leitores, famílias e amigos, ter um ano de 2016 de saúde, paz e muitas realizações.

 

Texto produzido em: 08/12/2015