MOVE ON

A Professora Karla Barcelos tem 27 anos de experiência
na área, tendo trabalhado em diversos cursos e
desenvolvido o KeyWay Cursos.

A professora é conveniada do Núcleo de Apoio e Promoção do Bem-Estar (NAPBEM), do Instituto Federal Fluminense (IFF)
Move onSiga em frente! Ao ler esse imperativo, podemos pensar no sinal de trânsito verde, que nos “dá” a permissão de continuar. Também aplicamos na vida quando temos uma intempérie, e devemos continuar, sem deixar aquele percalço nos parar. Ainda temos o “siga em frente” como uma pequena motivação prática, por exemplo, num caminho cheio de obstáculos e não podemos desistir, pois o objetivo vale mais que nosso sacrifício, então WE MOVE ON. Alguns de meus alunos ficaram pelo caminho, ou porque não tinham um objetivo específico, prioritário e urgente, ou porque não enxergaram o final do trajeto com clareza. Poucos desses voltaram depois de três, quatro ou cinco anos, sempre dizendo “se eu tivesse continuado”, mas nunca é tarde, certo? Bem, minha proposta desse mês é um foco específico: você. Não o “você” que está lutando para continuar, mas o você que encontrará ao final da luta. Pense em quem você era há 5 anos, o que conseguia fazer? Onde queria chegar? O que fez para conseguir? Se a resposta é “Sou alguém melhor que eu era.” Mude a direção e se projete daqui 5 anos: Quem você quer ser? O que quer ser capaz de fazer? Onde quer chegar? O que está fazendo para conseguir? Perceba que tudo é uma questão de perspectiva. Ontem ouvi de um aluno: “Estou fazendo essa aula de teimoso, pois estou muito cansado.” Ele fez bem em vir para aula, mas deu o nome errado ao que aconteceu, não foi “teimosia” e sim “perseverança”. Ao final da aula “a chave virou” e ele conseguiu executar a mesma tarefa que há meses não conseguia. E se ele tivesse se rendido ao cansaço? Reavalie a sua perspectiva e faça como meu aluno que decidiu TO MOVE ON.”