TEACHER or STUDENT

TEACHER or STUDENT?Neste mês de outubro acolhemos datas importantes, como o dia do médico, 18 de outubro, desde já antecipo minhas congratulações a esse profissional que salva vidas e tem em suas mãos o dom de assistir pessoas que vêem nele uma esperança de cura. Porém, não posso deixar de falar sobre o profissional que também possui uma responsabilidade grande, a de guiar seus alunos, os quais depositam em seu magistério uma esperança igualmente importante, a do saber.

Ousarei invocar Aristóteles que, usando o princípio lógico de não-contradição, defende que “A e B” são mutuamente exclusivas, ou seja, “nada pode ser e não ser ao mesmo tempo”. Isso não se aplica na relação professor e aluno. À princípio, um ensina e outro acolhe o conhecimento, mas por experiência própria, todos os professores, ainda que não admitam publicamente, sabem que também aprendemos, e eles, os alunos, também ensinam. Convido você leitor, teacher ou student a entender como se dá esse aprendizado mútuo e a importância para ambas as partes.

Aquele que se dispõe a aprender uma nova habilidade, seja ela técnica, manual, ou de qualquer tipo, primeiramente, busca um mestre, aquele que domina a aptidão pretendida e que, de preferência, saiba transmitir sua experiência. Do outro lado desta relação, está um indivíduo que, por mais que seja exímio entendedor do seu ofício, sabe, e isso é o que diferencia um bom de um mau professor, que cada aluno tem sua individualidade e prezar isso em sua metodologia poderá elevar o seu aprendiz a graus inimagináveis de potenciais dons, chegando até a superação do próprio mestre.

O bom professor não tem medo de ser superado, pelo contrário, vê que sua missão foi cumprida, quando forma discípulos, que darão continuidade ao seu trabalho. Esse é um processo que exige de nós, professores, um grande esforço pessoal de desenvolvimento de técnicas e métodos para executar essa tarefa, consequentemente, nos tornamos ainda melhores mestres que formarão melhores alunos. Por esse motivo, para além de parabenizar os meus colegas de profissão, deixo meu agradecimento aos students, pois sem vocês, nós sequer existiríamos.