A importância da certificação

O Mania convida:

A Professora Karla Barcelos tem 28 anos de experiência na área, tendo trabalhado em diversos cursos e desenvolvido o KeyWay Cursos. É conveniada ao Núcleo de Apoio e Promoção do Bem-Estar (NAPBEM), do Instituto Federal Fluminense (IFF

A importância da certificação
A professora de inglês, Karla Barcelos

Testes de proficiência são exigidos nos
EUA e na Europa

Há coisas que mudam muito com o passar dos anos, mas outras permanecem, como, por exemplo, o critério de excelência de um corpo acadêmico, principalmente aqueles que optam por se especializar no exterior. O critério, que independe da área de atuação, é a fluência na língua Inglesa. A professora Karla Barcelos, que há mais de duas décadas prepara engenheiros, médicos, cientistas de pesquisa animal, dentre outros profissionais, para estudar fora do país, nos conta um pouco sobre o exame exigido por universidades estrangeiras.

Mania de Saúde – Professora, do que se trata esse exame?

Professora Karla – O exame mais exigido pelas Universidades nos Estados Unidos é o TOEFL (Test of English as a Foreign Language ou, em Português, Teste de Inglês como Língua Estrangeira), é um exame universal de proficiência, aplicado pela organização americana ETS (Educational Testing Service).

Mania de Saúde – O que o TOEFL avalia? E quem faz essa prova?

Professora Karla – A prova avalia as principais habilidades da língua Inglesa: compreensão de áudio e leitura, a produção textual (acadêmica ou não, depende do que optar por fazer) e ainda, a habilidade de comunicação oral. Não importa a área de atuação do candidato, o Inglês deve ser suficiente para ingressar nas instituições. Além de um pré-requisito para os profissionais buscando especializações em suas áreas de estudo e pesquisa, também fazem o exame aquelas pessoas interessadas em viver em um país de língua inglesa, incluindo a Europa.

Mania de Saúde – Existem outros exames como o TOEFL?

Professora Karla – Sim, apesar deste ser o mais buscado, existem outros como: IELTS, TOEIC e Cambridge. É necessário que se informe bem, pois esses testes têm algumas diferenças que se adéquam às exigências de cada instituição, alguns podem ser feitos presencialmente, outros online.

Mania de Saúde – Como se preparar para esses testes?

Professora Karla – Para fazer estes testes, já se supõe que o candidato esteja no nível intermediário ou acima, mas isso não basta, o passo seguinte será uma preparação direcionada, com um plano de estudos dentro dos critérios da prova escolhida.

Mania de Saúde – Deve ser fácil achar materiais na internet, isso é suficiente?

Professora Karla – Sim, existe muito material nas redes, gratuito inclusive, mas, infelizmente, não basta, pois há aspectos da prova que só um profissional experiente será capaz de abordar e treinar com o candidato. Podemos citar aspectos como o criativo, como otimizar seu desempenho; o técnico, que atenderá as diretrizes da prova; a forma como o candidato lida com a pressão, pois o teste é temporizado a cada sessão; dentre outros.

Mania de Saúde – E que conselho você daria aos interessados?

Professora Karla – Primeiro, busque informação sobre os testes, veja qual é o melhor para seu objetivo e, acima de tudo, tome a decisão, busque um profissional experiente e dedique-se a essa árdua jornada, que no final trará resultados permanentes para a sua vida.

Leia também:

Você conhece o novo Bittencourt?

Estude com o seu filho

A  importância da certificação

Cuide bem deles!