Laboratório Plínio Bacelar chega aos seus 80 anos

Laboratório Plínio Bacelar chega aos seus
Laboratório Plínio Bacelar chega aos seus
Drs. Renato, Leonardo, Carlos e Pedro Bacelar: diferentes gerações da família Bacelar à frente do Laboratório, que é referência no setor de análises clínicas para toda a nossa região

Os diretores do Laboratório Plínio Bacelar preservam todo o passado de ouro da empresa, armazenando uma série de relíquias, como os equipamentos utilizados pelo seu fundador, Dr. Plínio Bacelar da Silva, no detalhe, além de possuir as mais avançadas tecnologias do setor de análises clínicas, sendo a grande referência para a área da saúde de Campos e região

Quem adentra a sede do Laboratório Plínio Bacelar nem deve perceber, mas ali, nas dependências da empresa, tradição e modernidade andam lado a lado. Enquanto o setor de análises clínicas reúne equipamentos das marcas mais renomadas do mundo, conferindo ao laboratório a mesma qualidade presente nos Estados Unidos e na Europa, a área administrativa preserva todo o passado de ouro da empresa, armazenando uma série de relíquias que ajudam a explicar porque o Laboratório Plínio Bacelar chega aos seus 80 anos sendo a grande referência para a área da saúde de Campos e região.

Laboratório Plínio Bacelar chega aos seus Afinal, desde o primeiro microscópio utilizado pelo laboratório (da marca F. Koristka Milano, fabricado em 1906 e adquirido por Dr. Plínio entre 1937 e 1942) até à Plataforma Vitros XT 7.600, que chegou em 2019 e realiza diversas análises simultâneas em um curto espaço de tempo, sendo a primeira dessa natureza a funcionar na América Latina, há toda uma história que começa com ninguém menos que o Dr. Plínio Bacelar da Silva e seu comprometimento com a medicina local.

Formado pela Faculdade Nacional de Medicina em 1935, Dr. Plínio Bacelar da Silva exerceu a especialidade de Clínica Geral e Cirurgia. Como médico de família, se deparava com os mais diferentes tipos de enfermidades e, para dar conta dessa demanda e melhor atender aos pacientes, construiu um minilaboratório, anexo ao seu consultório, na Av. Alberto Torres, onde começou a empreender suas pesquisas clínicas, vindo daí a denominação Laboratório de Pesquisas Clínicas Ltda, na década de 60, que, depois, seria utilizado o nome fantasia Laboratório Plínio Bacelar.

O sucesso desse trabalho logo se evidenciou na cidade e levou à procura de colegas de profissão. Com isso, o primeiro pedido de exame, feito pelo colega médico Dr. Philippe Uébe, é considerado o registro de fundação do laboratório, em 1942. No documento, que está preservado na sede da empresa, lê-se: “Caro Plinio, abraço. Peço fazer exames escarro e sedimento urinário Oswaldo Siqueira. Grato. Ass. Philippe Uébe 28/07/1942”. A divulgação do documento foi autorizada pela família.

A partir daí, o Laboratório Plínio Bacelar ganhou corpo e iniciou uma linha do tempo inteiramente vitoriosa na medicina local, chegando a ter sua primeira estrutura física na antiga Rua Barão de Cotegipe, nos altos da Farmácia Arlindo, na década de 1950. Depois, transferiu-se para uma sede própria, na Rua Dr. Lacerda Sobrinho, ampliando ainda mais sua atuação.

Na década de 1970, o Laboratório começou a se profissionalizar, frente aos avanços econômicos do país à época, dando início também à 2ª geração da família Bacelar à frente da empresa. Nos anos de 1980, inicia-se o processo de automação da hematologia e informatização, enquanto, na década de 1990, apareceria a primeira unidade externa de atendimento, na Pelinca, que existe até hoje. No ano 2000, deu-se a informatização e integração total do laboratório, otimizando a realização e entrega de exames, além da chegada da 3ª geração da família Bacelar à empresa.

Ao longo daquela década, o Laboratório Plínio Bacelar obteve diversos avanços expressivos, como o selo DICQ – Sistema Nacional de Acreditação (Sociedade Brasileira de Análises Clínicas), sendo o 1º no interior e o 5º no Estado do Rio de Janeiro, conquistado em 2001, bem como a certificação ISO 9001: 2015 – pelo Bureau Veritas, também o 1º no interior do Estado do Rio de Janeiro, conquistado em 2005, comprovando o padrão de referência que o mantém em elevado nível de credibilidade por oito décadas. Outro marco importante foi a inauguração da nova sede em 2003, na Rua José do Patrocínio, 99, no Centro de Campos dos Goytacazes, dentro de um espaço amplo e moderno, dando mais comodidade aos pacientes.

O fruto desse trabalho foi reconhecido em 2017, quando o laboratório alcançou a marca de 250 mil exames/mês, participando em parceira com a FioCruz de projetos de pesquisas sobre a Dengue, Zika e Chikungunya, além de agregar o perfil empresarial, em parceria com a Clínica Proteus, empresa de engenharia de segurança e medicina do trabalho, abrindo a primeira unidade empresarial, no Porto do Açu. Em 2018, deu-se a chegada do BioMol, setor especializado em exames de genética e biologia molecular, reunindo as mais avançadas metodologias na área, ampliando ainda mais o leque de atendimento do laboratório.

Em 2020, durante a pandemia, o Laboratório Plínio Bacelar se destacou ao trazer os exames mais recomendados pelas autoridades de saúde para lidar com a doença, além de criar um drive-thru para a realização dos testes de Covid-19, com três unidades separadas para esse fim, duas em Campos e uma em Macaé, fazendo um trabalho diferenciado na região. E, mesmo vivendo os desafios impostos por esse novo momento, em 2021 inaugurou sua primeira unidade de atendimento dentro de um shopping, no Guarus Plaza, chegando assim à incrível marca de 28 unidades de atendimento, incluindo Macaé e Rio das Ostras (em parceria com o Laboratório Diagnóstico). Com isso, a empresa abrange a Região dos Lagos e todo o Norte Fluminense, estando presente em 10 cidades e vários bairros de Campos, portando-se como um dos maiores laboratórios do Estado do Rio de Janeiro, com reconhecimento nacional e internacional.

Todo esse histórico de sucesso explica porque, nesses 80 anos, ao pensar na realização de exames, um nome sempre veio e sempre virá à mente do público. Esse nome é Plínio Bacelar.