RECYCLE

A Professora Karla Barcelos tem 27 anos de experiência
na área, tendo trabalhado em diversos cursos e
desenvolvido o KeyWay Cursos.

A professora é conveniada do Núcleo de Apoio e Promoção do Bem-Estar (NAPBEM), do Instituto Federal Fluminense (IFF)

Reciclar é um termo muito ligado ao reaproveitamento de materiais. Transformar embalagens plásticas, por exemplo, em novos produtos comercializáveis, agregando a eles alguns objetos, faz com que esses produtos sejam considerados obras de arte. Veja que o conceito abrange mais que o ato de transformar em outra coisa, pois ao transformar algo também o ressignificamos.
Dezembro, que tradicionalmente é aquele mês em que as coisas parecem se acelerar, nos dando a impressão de que temos que fazer o que não deu tempo durante o ano, também é o mês dos mesmos questionamentos internos: ‘o que fiz de bom nesse ano?’; ‘quais serão minhas prioridades ano que vem?’; ‘será que conseguirei cumprir minhas resoluções desta vez?’. Estamos em janeiro, tempo de renovar as baterias para transformar os planos em ação.
Nunca é tarde para se reciclar. Reciclar seus conhecimentos ou suas prioridades e adaptar suas rotinas às suas necessidades atuais é possível e necessário. O problema é que acabamos nos acomodando ao velho hábito de “acumular” materiais recicláveis que nunca serão outra coisa. Uma analogia clara é aquela lista de fim de ano: dieta, curso de Inglês, academia, trabalho voluntário, organizar o armário, mudar a decoração, ler livros, etc., etc., etc. e ano após ano vão se acumulando, sem muito incomodar, pois ano que vem será diferente.
Não pretendo reciclar ninguém, mas convido a todos para experimentarem esse processo, transformar hábitos e ressignificá-los pode agregar um valor imensurável aos resultados, alguns serão imediatos, outros levarão tempo, mas todos valerão a pena. Comece o ano desacumulando e colha os frutos de suas “reciclagens internas”, 2022 é o ano para todos os que serão artesãos de suas próprias vidas.