Nervos

Como está sua saúde neurológica?

Nas últimas décadas, o mundo assistiu a um verdadeiro crescimento de óbitos ou de pessoas incapacitadas devido às doenças neurológicas, que causam grande impacto no contexto de saúde de vários países na atualidade. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), por exemplo, 1 bilhão de pessoas são afetadas por essas patologias, o que corresponde a cerca de 13% de toda a população global.
Dentro de um cenário onde existem mais de 600 tipos de doenças neurológicas conhecidas pela ciência – abrangendo desde casos mais simples, como dores de cabeça recorrentes, até quadros de maior complexidade, envolvendo síndromes raras e demências – é de se imaginar como o atendimento especializado na área pode garantir a todos uma melhor qualidade de vida, bem como um envelhecimento mais saudável.
Um exemplo, nesse sentido, é a It Neuro Diagnósticos, que tem promovido um atendimento neurológico de excelência para Itaperuna e região. Quem nos falou um pouco sobre esse trabalho foi o médico neurologista Dr. Caio Monteiro Pontes, que destacou as novidades da It Neuro e revelou quais tratamentos estão sendo mais demandados nos dias de hoje. Confira.
Mania de Saúde – Como está a It Neuro na atualidade? Quais foram as últimas novidades da clínica e os planos para o futuro?
Dr. Caio Monteiro Pontes – A It Neuro apresenta o propósito de fornecer sempre um serviço de qualidade, humanizado e com profissionais altamente qualificados. Devido à pandemia, além dos atendimentos em consultório, estamos realizando consultas domiciliares na cidade de Itaperuna. Em relação aos exames de Eletroencefalograma e Eletroneuromiografia, continuamos realizando nas dependências físicas do Hospital São José do Avaí, com aparelhos de última geração e com diagnóstico feito por especialista em neurofisiologia. Vale ressaltar que o EEG (Eletroencefalograma) também pode ser feito em domicílio quando o paciente necessitar.
Mania de Saúde – Que tipos de tratamento estão sendo mais demandados?
Dr. Caio Monteiro Pontes – Os tratamentos mais demandados envolvem os cuidados à demência, doenças desmielinizantes, cefaleia, epilepsia e neuropatias. Com o advento da pandemia de coronavírus, houve também um aumento exponencial de casos de ansiedade e depressão. O acolhimento a estes pacientes mostra-se bastante necessário nesse momento tão difícil que estamos vivenciando.
Mania de Saúde – Aliás, muitos hoje se preocupam com o Alzheimer, mas também há o perigo da depressão. Tem sido um problema grave entre os idosos? Como a doença interfere na especialidade?
Dr. Caio Monteiro Pontes – Conforme dito anteriormente, o número de pessoas com ansiedade e depressão vem aumentando de forma abrupta, sobretudo, devido à pandemia. No entanto, devemos ficar atentos para uma faixa etária que requer mais cuidados: os idosos. Os efeitos do pânico e isolamento social geram como consequência uma irritabilidade incontrolável, sensação de fadiga, desgaste emocional, insônia e pensamentos negativos. Esses sintomas manifestam-se com maior gravidade na população idosa. Por isso, neste momento, é crucial a demonstração de empatia, afeição e auxílio nas eventuais necessidades as quais a idade restringe.
Mania de Saúde – Alguma mensagem final?
Dr. Caio Monteiro Pontes – Diante desse cenário podemos visualizar a importância do neurologista. A avaliação médica de rotina nos permite antecipar o diagnóstico e realizar o tratamento da forma mais precoce possível, possibilitando assim melhores resultados. Além disso, o momento atual tornou nossas emoções mais sensíveis e intensas. A apatia, ansiedade e medo do futuro têm sido cada vez mais frequentes. Nesse sentido, o neurologista torna-se um excelente parceiro nesse contexto tão difícil.

Dr. Caio Monteiro Pontes
A apatia, ansiedade e medo do futuro têm sido cada vez mais frequentes
E a empatia faz toda a diferença para os idosos nesse momento