Saúde e hotelaria se unem em Macaé

Reuniões remotas têm possibilitado o trabalho integrado entre saúde e hotelaria

Se por um lado as medidas de isolamento têm se intensificado, por outro, as empresas grandes e pequenas continuam ativas tentando contornar esse momento de crise, buscando novas soluções para quando a pandemia passar e de olho na retomada do crescimento econômico. Um exemplo de negócio que tem sofrido nesta época é o hoteleiro, mas que também tem se movimentado atrás de alternativas.

Mesmo neste período de isolamento social, a rede hoteleira de Macaé continua atendendo o segmento offshore. Desta vez, as empresas – em sua maioria ligadas ao setor de óleo e gás – têm feito uso das hospedagens como forma de realizar a quarentena de seus funcionários antes e depois dos embarques. Para garantir o uso seguro dos estabelecimentos, a Secretaria Municipal de Saúde realizou, em maio, reunião por meio de videoconferência com representantes do setor.

O encontro virtual, organizado pela Secretaria Adjunta de Turismo, contou com a participação do prefeito Dr. Aluizio e possibilitou a aproximação com os empresários e profissionais da rede hoteleira. Eles receberam orientações do setor de Vigilância em Saúde acerca do protocolo estabelecido pelo Ministério da Saúde a respeito das adequações necessárias para que os estabelecimentos que realizam hospedagem reduzam os riscos de contágio pelo coronavírus. “Repassamos informações importantes sobre cuidados que vão desde o recebimento do hóspede a aspectos gerais como limpeza, alimentação e até mesmo o trânsito deste cliente dentro do local. Realizamos visitas a alguns estabelecimentos, juntamente com a Vigilância Sanitária, e vimos a importância de alinharmos essas questões, além de esclarecer um pouco sobre o cenário do coronavírus no município”, explicou Daniela Bastos, gerente de Vigilância Epidemiológica.

Uma equipe formada por profissionais da Vigilância em Saúde e Coordenadoria de Vigilância Sanitária (Covisa) irá realizar visitas aos estabelecimentos de hospedagem a fim de sanar dúvidas, prestar orientações, bem como acompanhar o cumprimento das recomendações que constam no protocolo do Ministério da Saúde. Além das vistorias, foi acordado ainda o informe semanal de notificações sobre os hóspedes, casos suspeitos, confirmados e ainda dos que não apresentam a doença. O objetivo, segundo a Secretaria de Saúde, é ampliar o controle, com o acompanhamento de forma mais efetiva do fluxo de hospedagem no município.

Empresários ou profissionais que atuam no setor também podem tirar dúvidas a respeito das medidas de controle do coronavírus e do protocolo a ser seguido. O contato com a Vigilância em Saúde de Macaé pode ser feito via e-mail para o endereço epidemiomacae@yahoo.com.br.