Camisa autografada por Ronaldo Fenômeno também é bastante visitada

O Brasil é cheio de símbolos oficiais. Basta pensar na bandeira nacional, nos brasões dos municípios, nas efígies das moedas, entre outros ícones que convivemos no dia a dia, para perceber essa característica. Certos objetos, porém, acabam se tornando muito mais populares, não tanto por descartar essa áurea oficial, mas sobretudo por encarnar verdadeiramente o espírito de uma nação.


Visitantes lotam espaço dedicado ao ídolo para tirar fotos

Um exemplo ilustrativo é o do capacete verde e amarelo do campeão Ayrton Senna, até hoje venerado em todo o mundo. Num tempo em que o Brasil vivia sérios problemas econômicos, com a pobreza se alastrando por toda a parte, influindo diretamente na autoestima do brasileiro, um desconhecido piloto de Fórmula 1 começava a hastear a bandeira nacional enquanto deixaria para trás, pelo menos nos autódromos, todas as grandes potências mundiais. Não demorou muito para esta bandeira fixar-se em sua cabeça, em forma de capacete, venerado até hoje pelo público.


Capacete do ídolo Ayrton Senna chama a atenção na Sala das Promessas

Talvez seja por isso que o apetrecho usado por Ayrton Senna em tantos momentos importantes – como na primeira vitória em solo brasileiro, na pista de Interlagos, no ano de 1991, quando se sagrou tricampeão – seja um dos pontos mais visitados da Sala dos Milagres, ou Sala das Promessas, da Basílica de Aparecida. Além de conter uma infinidade de pertences doados por romeiros (de sanfonas, guitarras, roupas, remédios, brinquedos, passando por acessórios e indo até porcelanas chinesas), o local conta com peças ofertadas por uma gama de personalidades da cultura brasileira.

Por lá, o visitante encontra uma camisa de seleção, autografada por Ronaldo Nazário, o Fenômeno, em agradecimento à Padroeira por bênçãos conquistadas na Copa do Mundo de 2002. Também estão expostas roupas de atrizes como Juliana Baroni, Klara Castanho, discos autografados por duplas sertanejas como Chitãozinho e Xororó, João Paulo e Daniel, além de pertences de esportistas, artistas e políticos e vestidos com brilhantes de misses.

Mas é na área esportiva – onde há luvas de boxeadores e roupas de diversos atletas – que se concentra o maior número de visitantes. Todos, sem exceções, passam longos minutos em frente ao capacete de Ayrton Senna, que foi doado pela família, conhecedora da fé do piloto em Deus e em Nossa Senhora. “É uma emoção ver tantos objetos de grande valor doados pelas pessoas, em forma de agradecimento, mas nenhum é igual ao capacete de Senna, que tantos desejam ver de perto e não sabem que está exposto aqui, em Aparecida. Vou tirar várias fotos para mostrar aos familiares”, disse ao Mania de Saúde o comerciante José Firmino.

A Sala das Promessas funciona das 6h às 21h, no subsolo da Basílica. Informações sobre os objetos expostos, ou para doações, podem ser obtidas através do telefone (12) 3104 -1604.

Texto produzido em: 19/02/2015