Quando o médico campista Dr. Plínio Bacelar da Silva inaugurou um Laboratório de Pesquisas Clínicas, em 1942, não imaginava que seu nome viraria uma marca, nem que a iniciativa de montar um pequeno laboratório se tornaria uma empresa de renome no setor de saúde do interior do Estado do Rio de Janeiro. Mas foi isso o que aconteceu. 
O Laboratório Plínio Bacelar é, hoje, uma referência no setor laboratorial do Norte e do Noroeste Fluminense, com tecnologias modernas que permitem a realização de vários tipos de exames relacionados à medicina laboratorial (incluindo testes avançados de genética e biologia molecular), além de 25 unidades de atendimento distribuídas entre nove municípios. Somados, eles fazem o raio de ação do Laboratório atingir mais de 1 milhão de pessoas, segundo os dados populacionais do IBGE.
Para falar desse sucesso, o Mania de Saúde foi à sede do Laboratório e entrevistou Drs. Carlos M. Bacelar da Silva (Diretor Geral), Renato B. Bacelar da Silva (Responsável Técnico), Pedro B. Bacelar da Silva (Diretor Administrativo), Bettina L. Bacelar da Silva (Diretoria Técnica) e Leonardo B. Bacelar da Silva (Consultor Médico). Eles explicaram como o Laboratório Plínio Bacelar tem expandido sua presença na região.
“De 1995 para cá, começamos a buscar soluções que proporcionassem ainda mais conforto aos clientes. Foi quando surgiram as unidades de atendimento. A primeira foi na Pelinca, em Campos, que é a mais antiga. Naquele tempo, tínhamos ela e a sede do Laboratório, que funcionava na Rua Lacerda Sobrinho e hoje está na Rua José do Patrocínio. Muitas pessoas achavam que o atendimento era diferente entre um local e outro. Mas não era. Sempre nos preocupamos em manter o mesmo padrão de qualidade. Essa experiência norteou nosso projeto de expansão. O Laboratório criou um modelo de franquia, expandido assim para cidades próximas ou de distritos de Campos, que não possuíam assistência de qualidade em medicina laboratorial. Iniciou-se, portanto, a expansão do Laboratório para esses locais, seguindo todos os padrões de qualidade, que aumentaram com a chegada das certificações nacionais e internacionais, como a ISO 9001”, lembram os diretores. “Todas as nossas unidades, por exemplo, precisam estar em dia com a documentação. Ela é exigida anualmente. São documentos relativos ao Alvará, Vigilância Sanitária, Responsabilidade Técnica, além do CREMERJ e CRBio, órgãos que chancelam e autorizam o funcionamento das unidades de atendimento. Todos os profissionais são treinados e passam por constantes atualizações. Eles seguem o Procedimento Operacional Padrão (POP). Ou seja: se o paciente for atendido aqui na sede ou nas unidades próprias, parceiras ou numa clínica, a metodologia de atendimento será a mesma”, acrescentaram.
Essa preocupação com a qualidade, segundo os diretores, é o que consolidou o Laboratório Plínio Bacelar na área da saúde do interior fluminense. “Hoje, além da sede, são 24 unidades de atendimento, em cidades do Norte e Noroeste Fluminense e Região dos Lagos, funcionando interligada com o mesmo sistema e On Line com Sede em Campos. Afinal, o atendimento, a coleta, os controles e a realização das análises são padronizados”, frisam os diretores. “A ideia é oferecer o máximo de segurança e conforto ao nosso cliente, porque, além do atendimento em unidade mais próxima de sua casa, ele pode acompanhar o laudo pela internet, às vezes enviando o resultado no mesmo dia para o médico. Isso agiliza o tratamento e, também, fortalece a responsabilidade ambiental, que é uma outra preocupação do Laboratório. Temos, inclusive, vários protocolos internos para essa finalidade”.
Exames – Os dados do Laboratório impressionam. Ele chegou a registrar uma média de mais de 250 mil exames em apenas um mês. Os atendimentos giram em torno de 1200 pacientes por dia. “Há 75 anos, não dava para fazer nem 5% disso”, contam os diretores. “Era tudo muito manual. Hoje temos equipamentos de ponta, de marcas como Johnson & Johnson, Siemens e Abbott, que permitem ao paciente realizar o mesmo exame que é feito em cidades como São Paulo, Nova York ou Frankfurt. O avanço tecnológico é tão grande que, hoje, o Laboratório Plínio Bacelar oferece uma série de exames novos, como o de sexagem fetal, que identifica o sexo do bebê a partir da oitava ou nona semana de gestação. Há também a avaliação genética de rendimento esportivo para profissionais de alta performance, painel molecular para risco cardiovascular, exames genéticos para pacientes com doença celíaca ou intolerância à lactose, marcadores tumorais que auxiliam na prevenção e no diagnóstico de qualquer tipo de câncer, entre outras avaliações. Tratam-se de exames de biologia molecular e de genética, com alto padrão de definição, sensibilidade e especificidade, que dão ao paciente a chance de alcançar uma melhor qualidade de vida sem precisar dirigir-se aos grandes centros. É muito gratificante usar tanta modernidade para promover a saúde”, apontam.
A preocupação com o humano se reflete, sobremaneira, na relação do Laboratório Plínio Bacelar com os seus colaboradores. “Hoje o Laboratório é responsável por cerca de 120 empregos diretos, contando a sede e as unidades próprias. Nas unidades parceiras esse número sobe para mais de 250 colaboradores. Então, são muitas famílias que dependem da estrutura do Laboratório. Isso é muito gratificante e aumenta a responsabilidade de todo o sistema funcionar em plenitude. Mesmo com os revezes econômicos do país, a gente vê todo mundo trabalhando, fazendo treinamentos, criando um ambiente de trabalho saudável e isso nos deixa muito felizes. Nós colocamos nossos colaboradores em primeiro lugar. E eles acolhem os pacientes com a mesma sensibilidade, o que é um desafio, porque o Laboratório Plínio Bacelar virou uma marca. Está no imaginário das pessoas. Isso acaba criando uma expectativa enorme por parte do público. Mas buscamos, ao máximo, fazer com que o atendimento seja de excelência, desde o primeiro contato até a entrega do laudo final. O cliente é, em todos os momentos, o nosso maior patrimônio”, concluíram. 
Mais detalhes da história e dos serviços realizados pelo Plínio Bacelar podem ser conferidos no site www.pliniobacelar.com.br. 
 
Texto produzido em: 20/09/2017