Ele tem apenas 22 anos e faz muito sucesso pelo estilo de vida que leva. Léo Stronda é integrante de uma banda de rap e também bodybuilder. Ele, que concilia os estilos de artista e atleta, ensinando receitas e dando dicas de treinos para quem é adepto da maromba, esteve em Campos e falou, de forma exclusiva, com a reportagem do Mania de Saúde, abordando não só sua trajetória dentro do estilo que o popularizou, como, também, dando dicas aos iniciantes que se interessam em ser saradões, mas não desejam comprometer a saúde. Confira.

Mania de Saúde – Como surgiu a ideia de fazer o programa “Fábrica de Monstros”, exibido na internet?

Léo Stronda – Foi há uns dois anos. Como faço dieta e sou um cara descolado na cozinha, gosto de inventar pratos e de diversificar, falei com dois amigos meus que são donos de uma produtora de filmes e lançamos o programa. O Fábrica de Monstros bombou e não paramos mais. Hoje damos várias dicas de culinária, de treinos, de suplementos”.

Mania de Saúde – Você mesmo que produz?

Léo Stronda – Eu mesmo produzo, levando em consideração as dúvidas mais frequentes e o que gostaria de ter sido informado quando comecei. Antes de produzir um vídeo, eu penso muito no que vou falar, pesquiso mais sobre o assunto, para não passar uma informação errada, mas levo em consideração este estilo de vida que é o bodybuilding, que muitos não compreendem. A imagem que gosto de passar é que você pode ser saudável e ‘grande’ ao mesmo tempo.

Mania de Saúde – Chegou ao corpo que considera ideal?

Léo Stronda – Falta bastante ainda. Qualquer um que pratica o bodybuilding vai responder isto, porque o bodybuilding é a procura do corpo perfeito, de algo que é inatingível. O bodybuilder sempre vai querer melhorar em alguma coisa. Acredito que só com muito treino e dedicação para evoluir neste esporte. 

Mania de Saúde – Como não tornar essa procura pelo corpo perfeito uma obsessão?

Léo Stronda – A obsessão é uma doença e isto não é saudável. Mas no mundo do bodybuilding a gente não gosta de usar essa palavra (obsessão). Preferimos falar de determinação, foco e objetivo. Existem regras e ética no bodybuilding. É um estilo de vida em que os atletas precisam ser determinados, não podem perder o foco, para alcançar um objetivo.

Mania de Saúde – E o que dizer para quem deseja seguir este estilo de vida?

Léo Stronda – O caminho para quem quer se tornar um bodybuilder não é dos mais fáceis. A pessoa que adota esse estilo de vida precisa ter em mente que treino, alimentação e descanso são os três pilares básicos. Um desequilíbrio nas horas de sono pode comprometer o desenvolvimento do corpo, por exemplo.

Texto revisado em: 20/05/2015