Você sabe diferenciar se a dor nas costas pode ter origem na coluna lombar ou na cervical? O médico neurologista Dr. Ramon Romano explica a diferença. “A coluna cervical em relação à lombar tem uma vantagem na questão da sobrecarga de peso. Se você parar para pensar, a nossa coluna lombar sustenta o nosso corpo com muito mais intensidade que a coluna cervical, mas em compensação a cervical tem a mobilidade muito maior”.
Mania de Saúde – Quais são os tipos de hérnias de disco e qual é a pior para o paciente?
Ramon Romano
– Existem três tipos de hérnia de disco: a hérnia cervical, a lombar e a hérnia de disco dorsal que é bem mais rara. As mais comuns são a lombar e a cervical, sendo a cervical uma proporção de um para seis em relação à lombar. Na cervical, contudo, os problemas podem ser piores porque, dependendo do tamanho da hérnia, da posição dessa hérnia, pode comprometer a medula e levar a perda de força dos quatro membros, principalmente em casos de uma hérnia traumática cervical, em pacientes que sofreram acidentes, quedas. Às vezes esses pacientes chegam com uma perda de força dos membros inferiores ou superiores e uma tomografia não mostra nada, mas quando é feito a ressonância magnética é possível ver uma hérnia de disco traumática comprometendo o canal medular e levando o paciente a ter uma perda de força.
Mania de Saúde – E quanto à hérnia de disco degenerativa?
Ramon Romano –
A hérnia de disco degenerativa, dependendo do local que ela comprime a medula, pode levar a uma perda de força também, mas essa perda é de forma progressiva, lenta, e a pessoa vai percebendo ao deixar objetos caírem da mão ou alguma dificuldade para andar por períodos maiores.
Mania de Saúde – Qual a principal característica de dor da hérnia cervical?
Ramon Romano –
É a dor na região cervical que irradia para os membros superiores. Então é importante avaliar esses pacientes que se queixam de perda de força ou já tiveram problemas cervicais. Podem ter uma hérnia que não está causando mais dor, mas está levando a uma perda de força. A coluna cervical em relação à lombar tem uma vantagem na questão da sobrecarga de peso. Se você parar para pensar, a nossa coluna lombar sustenta o nosso corpo com muito mais intensidade que a coluna cervical, mas em compensação a cervical tem a mobilidade muito maior. O importante é a queixa do paciente, se está apresentando alguma queixa de perda de forças nos membros, dor que irradia para os braços, uma dor que geralmente inicia com forte intensidade, parecida com um choque elétrico ou uma queimadura. 
Mania de Saúde – A atividade física para pessoas com hérnia cervical pode ser arriscada?
Ramon Romano –
Sim, e por isso é importante para o paciente que tem uma queixa de dor cervical uma avaliação médica. Porque, em caso de grau de comprometimento da medula, tem que ter cuidado com alguns exercícios sim, porque podem piorar e causar perda de força. Isso é mais comum em idosos. Então é fundamental uma avaliação médica para a prática de exercícios físicos sob a supervisão de um profissional de educação física. Independente do problema, a atividade física é sempre importante. Às vezes não no primeiro momento, mas em um pós-operatório ou para manutenção de um quadro de melhora. 
Mania de Saúde – E como é o tratamento da hérnia cervical?
Ramon Romano –
Geralmente as crises de hérnia de disco duram de 30 a 90 dias. Inicialmente, a gente não indica cirurgia nesse período, exceto se houver perda de força ou comprometimento da medula, porque, se tem esses sintomas, a tendência é piorar e dificilmente isso vai melhorar sem tratamento cirúrgico. Agora, se a queixa principal é dor, a gente tem que, inicialmente, tentar um tratamento com fisioterapia, com RPG, natação, hidroterapia. Tem os tratamentos alternativos, como a acupuntura. A musculação não é contraindicada não, mas é necessário que seja feita com profissional especializado e que o mesmo saiba do problema do paciente. 

Texto produzido em: 19/04/2018