Estudar em outro país vem se tornando uma meta de muitos estudantes do Brasil. Um diploma internacional traz peso para o currículo de qualquer pessoa que esteja se especializando, além de proporcionar uma vivência das mais interessantes para quem aceita o desafio. Foi o que fez o jovem Caio Busani, que está se preparando para cursar o mestrado em História, na Índia. Ele conta para a nossa reportagem como está vivendo essa expectativa e dá detalhes do processo de inscrição.
Mania de Saúde – Como você ficou sabendo desse mestrado? Onde exatamente é?
Caio Busani –
Eu sempre quis visitar a Índia e estava procurando por intercâmbio voluntário na internet. Foi quando achei o site masterstudies.com, que reúne várias universidades de todo o mundo e seus respectivos cursos. Então, por curiosidade, procurei por um curso de Mestrado na Índia. Acabei achando o site da Nalanda University, e o curso de História. Achei interessante, e imaginei que seria bom saber como era o processo seletivo de uma universidade de nível internacional. Então me inscrevi, sem esperar muita coisa. A Nalanda fica em Rajgir, no estado de Bihar, no Nordeste da Índia, próximo ao Nepal. Fica na cidade histórica onde o Buda esteve, e se iluminou.
Mania de Saúde – Como foi o processo seletivo?
Caio Busani –
Depois da inscrição, com dados pessoais etc., teve um pequeno questionário, onde eu tinha que descrever minha área de atuação, minha formação, meus interesses acadêmicos e profissionais. Depois, a segunda etapa foi um questionário maior, que ainda incluía 4 redações com temas como 'por que eu gostaria de ir para a Nalanda' e 'como o curso ia ajudar na minha pesquisa e carreira profissional', e ainda foi pedido cartas de recomendação, além das minhas notas na graduação e trabalhos e artigos que eu tinha feito durante esse período. A terceira e última etapa foi uma entrevista via Skype com professores indianos da instituição. Todas as etapas do processo, assim como as aulas lá, são em inglês. 
Mania de Saúde – Como você está lidando com a expectativa de morar em outro continente? 
Caio Busani –
Por enquanto eu estou calmo, acho que vou ficar mais nervoso poucos dias antes da viagem, aí vai 'cair a ficha', sabe? Vai ser muita coisa nova, é uma cultura completamente diferente da nossa, com outros costumes e hábitos, muito longe do Brasil. Mas, como sempre gostei da cultura indiana, tenho essa proximidade, fico um pouco mais tranquilo. 
Mania de Saúde – O que você espera do curso? Quanto tempo vai ficar lá?
Caio Busani –
O curso de Mestrado vai durar 2 anos, eu estou bem empolgado. Eles têm também estudos e aulas de Arqueologia, que eu sempre quis estudar, mas infelizmente nunca tive a oportunidade de me aprofundar. A universidade fica do lado de ruínas de mais de 2000 anos, que são pesquisadas, e os alunos têm acesso para análise e para as aulas. Para mim isso é algo muito incrível. Espero aprender muito lá.
Mania de Saúde – Do que mais vai sentir saudade?
Caio Busani
– Sem dúvida é da família, da minha companheira e dos meus amigos. Sempre tive um ótimo relacionamento com meus pais, então tenho certeza que a saudade vai bater forte. Eles são os principais responsáveis por essa minha conquista. Devo tudo a eles. Raíssa, minha companheira, que sempre me incentivou, e mesmo sabendo que eu ia para muito longe, entendia que era um sonho e me deu muita força. E meus amigos que sempre me apoiaram em todos os momentos e me fizeram acreditar ainda mais em mim mesmo. Todos foram cruciais nesse momento da minha vida.

Texto produzido em: 14/07/2017