“O cão é o melhor amigo do homem”. Essa máxima é conhecida há bastante tempo. Com isso, os cães ganharam cada vez mais terreno nos lares brasileiros, ao ponto de, atualmente, serem tratados como membros da família e considerados até filhos. E, como bons pais, a saúde deles vem em primeiro lugar. É importante, então, ficar atento às situações que podem ocasionar problemas.
No mundo há mais de mil raças de cães, mas apenas 25% têm estudos registrados. De maneira geral, divide-se os cães de raça em quatro grandes grupos: os de caça, os de guarda, de competição e os de companhia. Em Campos, é fácil perceber que as raças Yorkshire, Shih Tzu e Buldogue Francês tornaram-se a preferência do público.
A veterinária Geórgia Duque destaca os cuidados que os tutores precisam ter com os diferentes tipos de raças. “Assim como nós, humanos, os cães têm suas particularidades e devemos ter precaução para evitar problemas para a saúde do animal. É bom se informar sobre a raça dele e conversar com o veterinário para tirar quaisquer dúvidas”.
Entre os principais cuidados está a alimentação do animal. As rações específicas para cada tipo de cão é para evitar problemas na dentição, na mastigação e na digestão. “Se você dá uma ração de qualidade e apropriada ao seu cão não é necessário mais nada para suplementar. Cada animal deve ingerir uma determinada quantidade de proteínas, que está especificada em cada tipo de ração, e o aconselhável também é não alimentar o cão com comida caseira. Uma uva ou um pedaço de chocolate pode até levar à morte”.
Outras questões importantes a serem levadas em consideração são a pele e a respiração dos cães. “Com o calor, algumas raças ficam mais expostas a dermatites, por exemplo. Outra atenção que devemos ter é com a respiração. Os cães podem sofrer paradas respiratórias e é necessário que os tutores estejam cientes sobre os primeiros socorros veterinários para situações de emergência. E qualquer anormalidade na respiração deve ser examinada de forma minuciosa pelo médico veterinário”.
Yorkshire
É a preferência de grande parcela dos campistas. Embora tenha dado espaço a outras raças recentemente, os donos garantem que eles são carinhosos ao extremo. Mesmo assim, é um engano imaginar que, por seu tamanho e temperamento, eles são frágeis. Na verdade, eles são ativos, espertos e muito vivazes, com muita energia para gastar além do colo do dono.
Shih tzu 
Carinhoso e muito apegado à família, adora receber carinhos no colo dos donos, seguindo-os por onde for. Manso e dócil, costuma se tornar mais apegado ao dono que lhe dá mais atenção, embora seja considerado um companheiro fiel para toda a família.
Buldogue Francês 
É apegado ao dono e precisa de companhia constante para ser feliz. Ele é animado, engraçado, divertido e brincalhão, sempre pronto para interagir a família e os convidados. É motivo de comentário, com seu jeito divertido e temperamento dócil e amigável, por onde for. É um excelente cão de companhia e um dos cães mais especiais que existe com a sua carinha engraçada e seu temperamento.

Texto produzido em: 17/10/2017