Como costumeiramente digo, para conhecer bem um lugar é preciso andar por suas mais variadas ruas, mas, andar a pé mesmo, sem pressa, fingindo ser um local ou, pelo menos, tentando, fugindo dos famosos engodos para turistas e conhecendo as realidades do entorno. De qualquer outra forma, acaba nos perdendo o olhar e as sutilezas culturais alheias. Como diz um grande amigo meu “é preciso sentir o cheiro da cidade”. E em Atenas não foi diferente, caminhei quilômetros diários e o cheiro mais persistente, sem dúvida, foi o do Dönner Kebab, o internacionalmente conhecido “churrasco grego” na Grécia onde em cada esquina o encontramos, se chama giros e acompanhada da não menos famosa salada grega, faz um par perfeito em lanches proteinados.

Entretanto, não só de gastronomia e bons vinhos se faz Atenas, uma infinidade de passeios cerca o turista das mais variadas opções como uma simples ida ao Cabo Sounio para ver o cinematográfico pôr do sol no Templo de Posseidon, num penhasco sobre o mar, ou, um passeio panorâmico de um dia inteiro passando pelo Estádio Panathinaiko, Templo de Zeus, Arco de Adriano, Parlamento Grego, Biblioteca Nacional, Academia de Atenas e pela primeira Universidade. 

Imperdível de hora em hora se faz a troca da guarda no Parlamento Grego, durando aproximadamente 10 minutos. Interessante que a partir da Praça Syntagma onde situa-se o Parlamento, encontramos a famosa Rua Ermou repleta de lojas de grife e artigos extravagantes, onde a crise parece ter passado longe. Enfim, a Grécia mesmo em tempos difíceis economicamente é uma visita encantadora e repleta de surpresas, vale e muito a conferida!

Texto: 20/07/2015