O verão este ano já começou quente, previsão confirmada de altas temperaturas, mudanças no cenário político, renovação da fé coletiva de que, com a chegada de um ano novo, tudo será diferente. Mas lembrem-se que para termos resultados diferentes não podemos continuar com as mesmas atitudes. Muitas pessoas podem desfrutar de um descanso merecido, não só das praias da nossa região, alguns têm o privilégio de viajar pelo Brasil e outros ainda para fora dele. E eu me perguntei: será que essas pessoas aproveitarão esse momento de lazer para planejar o retorno para seus projetos engavetados? Eu mesma acabei decidindo retomar alguns, e fiz isso no segundo dia do ano.
Nem todos têm essa urgência e é aí que comete o maior dos erros, esperar. Vamos pegar um desses projetos: Voltar para o inglês. Quantas vezes você já não disse pra si mesmo: “Esse ano eu volto para o cursinho de Inglês, dessa vez eu termino”. Alguns dias depois começam a surgir as desculpas para adiar mais um pouco: “Vou esperar acabarem as férias e procurar um curso”; “Vou esperar um pouco mais, está muito quente”; “Assim que eu voltar de viagem, procuro um bom professor”; “Depois do Carnaval eu me animo”. E aí vêm os compromissos, trabalho acumulado enquanto esteve fora, correria de início do ano letivo dos filhos, ente outras coisas, quando lembrar da decisão de voltar, já se foram dezenas de dias sem ação. 
Ninguém precisa interromper as férias para “começar”. O início pode ser uma pesquisa bem feita de onde buscar o que procura, um curso, um professor particular, aulas em grupo, individual, não importa, o que você precisa fazer é vivenciar a decisão que tomou na virada de ano, ou ela não sairá do plano das ideias. Vá a uma escola de idiomas, marque uma avaliação com um professor particular, ou inscreva-se num curso on-line, dê um start na sua decisão. Não espere mais, pois quando se der conta, grande parte da sua vida terá passado e você estará lendo uma coluna de jornal, com arrependimento por não ter feito isso antes, e pior, nem saberá porque não fez. 
Mas não fique chateado, sempre é tempo de zerar o cronômetro e seguir novos rumos, em qualquer momento da vida podemos escolher mudar o caminho, amadurecemos a cada dia e a consequente sabedoria que adquirimos nos ajuda a não ter medo, afinal, você passou toda sua vida sem falar o idioma, o que tem a perder? Dê um start no seu Inglês, não faça como aquela dieta que só começamos na Segunda-feira, ela terminará na próxima Sexta, porém o Inglês que você começar agora, você levará para a vida.