Opinião do Editor

Index post

Ler é construir

Eis que chego para comprar um livro e não encontro mais meu amigo Zé Maria. Descubro que ele, felizmente, se aposentou. Trabalhar como livreiro no Brasil não é fácil. Ainda mais em um cenário intelectual marcado por tanta polaridade e falta de leitura. Este era, inclusive, um dos temas que mais conversava com Zé, na livraria. Em suas posições, via-se um homem apaixonado... (continua)

Index post

Onde está a verdade?

Quem nunca ouviu falar em fake news? Pois é. A onda de notícias falsas, propagada especialmente pelo Facebook e pelo Whatsapp (não raro atingindo os órgãos de imprensa e as autoridades em geral) parece afundar o país num mar de desconfiança e incompreensão. Mas é engraçado... o Brasil sempre foi prodigioso em maquiar o óbvio ou pintá-lo de outra... (continua)

Banca 2

Gratidão não tem preço

Todos os anos, quando chego a Guarapari de férias ou a trabalho, não deixo de visitar meu amigo Ricardo Moulin, na Banca da Lua, o melhor local de estímulo à leitura na cidade. Conheço Ricardo há muito tempo, mas ele só descobriu que eu trabalhava no jornal poucos anos atrás, quando, num dia qualquer de verão, apareci uniformizado em sua banca de livros. Achei... (continua)

Index post

A beleza salvará o mundo

Um dos perigos do cronista é tornar-se autorreferente. Mas que há de se fazer? Falar sozinho é uma desgraça. Ainda bem que Avelino Ferreira me ligou dias atrás para comentar a crônica sobre o livro do Juca Kfouri. (Muita gente foi para a internet detratar o Juca com os chavões de sempre, mas sequer leram a obra dele). Calma no Brasil, diria o Antonio Callado. Mas fiquei feliz do... (continua)

Index post

Nosso mais sincero obrigado

Nos papos que tive com Sylvio Muniz, fundador do Mania de Saúde, o jornalismo era, naturalmente, um tema sempre em evidência, não apenas por dever de ofício, mas até mesmo por interesse pessoal de ambas as partes, como ele costumava brincar. Nessas conversas, sempre debatíamos sobre o que deveria nortear a conduta dos jornais, tendo em vista que muitos deles morriam ou, ao menos, deixavam de... (continua)

Index post

Confesso que perdi

Quando cursava jornalismo, no Centro Universitário Fluminense, li um dos livros mais fascinantes sobre a profissão: “Minha Razão de Viver”, de Samuel Wainer, que destrincha tudo o que ele viu e ouviu na imprensa, na política e na cultura brasileira do século XX. Logo no primeiro capítulo, por exemplo, somos levados ao encontro de Getúlio Vargas, no autoexílio que o... (continua)

Queijo

Um salve a Iberê Camargo

Alguém notou que o Congresso Nacional é capaz de gerar notícias menos alarmantes para o país? Uma delas ocorreu no dia 20 de setembro, na sala da presidência da Câmara, onde o deputado Fábio Ramalho montou, para seus pares e para a imprensa, uma mesa com queijos artesanais e linguiças fritas. Os produtos (assim como o parlamentar) vinham de Minas. Farra com dinheiro... (continua)

Index post

La Rochefoucauld estava certo?

Nada mais estranho do que falar sozinho, não é mesmo? Ainda bem que a crônica é uma conversa… Por isso me dirijo tanto a vocês. Será que assim nos livramos da fatalidade tão bem descrita por Fernando Sabino? Ele era fã de jazz e admirava a união provocada pela música, que dependia apenas de improvisos alheios, muito diferente da solidão de quem... (continua)

Ratos

Não é uma lição?

  Michel de Montaigne é o aristocrata francês que virou a filosofia de cabeça para baixo ao escrever o seu tão celebrado Essais (Ensaios), lá pelos idos de 1580, quando o Brasil ainda engatinhava como civilização. Montaigne se distinguia por, entre outras coisas, igualar os homens e os animais num tempo em que essa ideia era praticamente uma heresia. “Temos que reconhecer... (continua)

Rubem

A voz de Rubem Fonseca

Eis que meu amigo Rogério me pede um depoimento sobre Rubem Fonseca. O Rogério e outros leitores vieram falar comigo da crônica em que narrei a trajetória do Otto Lara Resende, publicada na edição passada. Não foi inteiramente sobre o Otto, mas vá lá. Quem julga não sou eu. Mas quis saber o motivo do apreço. Foi surpreendente a história do Otto,... (continua)