Sthevo Damaceno

Sthevo Damaceno

Viva a planície

Há pouco tempo, em meio a uma conversa entre amigos, que comentavam o valor do passado e da história, desfiei o pouco que sabia sobre os 342 anos de fundação de Campos dos Goytacazes sem, no entanto, citar o nome da cidade, para ver se adivinhavam o lugar a qual eu aludia. Não só não sabiam, como ficaram interessados nos personagens que mencionei, desde os mais conhecidos, como... (continua)

Papo analógico

Foi engraçado ver, há pouco tempo, uma entrevista em que o Mario Quintana abordava a necessidade de ler dicionários para desenvolver o olhar criativo. Me lembrei que adquiri esse costume poucos anos atrás, por mera curiosidade – e o resultado de tamanha extravagância mudou significativamente minha forma de encarar a escrita e o mundo. Não que ler dicionários seja exatamente isso... (continua)

Pequenas partilhas para um novo ano

Houve um tempo em que as pessoas abriam os jornais e, em vez do comentário político viciado e pessimista, se deparavam com textos como “A Borboleta Amarela”, de Rubem Braga, onde ele descrevia, comovido e maravilhado, um encontro fortuito com o pequeno inseto que lhe colorira o dia – e a vida. No meio da paisagem brasileira, tão cheia de barulho e caos, Rubem se preocupava apenas com uma... (continua)

Setti estava certo

O jornalista Ricardo Setti afirmou, certa vez, que os jornais brasileiros criaram um péssimo costume: o de enxergar a realidade apenas pela ótica do pessimismo, reforçando a ideia de que só as notícias ruins interessam ao público. Na visão de Setti, como os veículos cobrem demais as instituições - e elas, em geral, não funcionam muito bem, devido... (continua)

Você tem um Encontro Marcado?

Eis que “O Encontro Marcado”, obra-prima do mineiro Fernando Sabino, chega à 100ª edição. É sempre bom ver um clássico da literatura nacional alcançar tamanha longevidade no mercado, especialmente num país onde os livros costumam ser mais citados do que lidos, enquanto outros se tornam raridade, por falta de circulação nas livrarias. Mas “O... (continua)

Lembrando Ferreira Gullar

Encontrar um grande poeta é sempre uma raridade. Nos últimos 10 anos, tive a sorte de conhecer alguns deles, embora tenha criado um imenso talento para perdê-los de vista. É o caso do maranhense Ferreira Gullar. Homenageado há poucas semanas pelo projeto cultural Fronteiras do Pensamento, que lembrou a passagem de seu aniversário, Gullar foi, para muitos dos anos 1990 e 2000, aquilo que... (continua)

Que a FLIT seja muito bem-vinda!

Nelson Rodrigues dizia que o subdesenvolvimento não era um improviso, mas uma obra de séculos. O dramaturgo tinha razão. O atraso cultural em nosso país, por exemplo, nunca foi uma contingência, um acidente, mas um desejo que vinha desde a Colônia. A Coroa Portuguesa jamais quis que o povo lesse ou aprendesse.  Tanto que, quando a corte chegou ao Brasil, em 1808, era proibida toda e... (continua)

Sobre a solidão

Vocês viram a história do índio de Tanaru? Ela foi divulgada pela Funai, que conseguiu gravar um vídeo do sujeito no mês passado. O índio não tem nome e passou os últimos 23 anos isolado na região ao sul de Rondônia, após perder seu grupo em conflitos de terras com grileiros. O motivo é arcaico: enquanto ele estiver naquele ambiente, a terra é... (continua)

Tranquilidade na gestação

Realizar o sonho de ser mãe é um dos momentos mais felizes da vida de uma mulher. Mas, para isso, ela tem de passar por todo o processo de gestação, que traz muitas dúvidas, incertezas, medos e ansiedades à gestante. Para dar esse suporte e garantir tranquilidade na gestação é que surgiu, em Campos, a Personal Nursing, agência de enfermagem voltada para a... (continua)

Grande é Dante

Há poucos dias, testemunhei uma conversa no mínimo curiosa entre dois amigos meus. Eles comentavam a necessidade de conhecimento para obter o máximo de cultura e, assim, se situar melhor no mundo. Fiquei esperando os dois mencionarem os autores que, por ventura, estariam lendo para atingir esse propósito. Mas, para a minha surpresa, ambos não se referiram a livro algum. Os dois só... (continua)